quarta-feira, junho 24, 2009

. final

Pára tudo se faz favor. Pára, pára, pára, pára, pára… não respira!
STOP, ponto final parágrafo, game over, the end, morte assistida.

Parem de correr maratonas, parem de atravessar passadeiras, parem de mexer nos artigos expostos, parem de mastigar de boca aberta, parem de engolir sapos vivos, parem de poluir, esta Terra não é vossa! Parem de fazer horas extraordinárias, parem de mandar, parem de obedecer, parem de tirar fotocópias, parem de fazer a barba, parem de ter filhos, parem de estrelar ovos, parem de fazer camisolas quentinhas, parem de matar, parem de morrer de fome, cancro, guerra ou solidão, parem de fazer fila, parem de se queixar, pensam que isto é alguma democracia, não? Parem de construir, consumir, contribuir, sabe-se lá para quê, parem de dormir, parem de evoluir e parem de estar parados. Parem de tirar macacos do nariz, parem de perder tempo, parem de dar milho aos pombos, parem de rezar, parem de pedir esmolas, parem de ter mais olhos que barriga, parem de limpar o pó, parem de reciclar, parem de amar, parem de fazer das tripas coração, parem de perder calorias, parem de compor sinfonias, parem de escrever poesia, parem de rimar, parem de sonhar, parem de chorar sobre o leite derramado, parem de ir à tropa, parem de cortar as unhas dos pés, parem de guardar segredos, parem de ver televisão, parem de espreitar nas fechaduras e de ouvir atrás das portas, parem de fazer auto retratos, auto biografias, automóveis e autoclismos, parem de polir diamantes, parem de cuspir sangue, parem de brincar aos médicos, parem de coser meias, parem de ferver em pouca água, parem de desafinar, parem de desconfiar, parem de decorar a tabuada, parem de guardar memórias, parem de dar prioridade a quem vem pela direita, parem de tirar fotografias, parem de partir cabeças, pernas e corações … e parem imediatamente de ler isto.
Estão a ver? É por isso que eu gosto de vocês.

1 comentário:

antoniomaia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.